Prefeitura de Maceió regulamentou os passeios turísticos às piscinas naturais do Tatu e do Português, na praia de Ipioca

Compartihe

.
Inseridas na Área de Proteção Ambiental da Costa dos Corais (APACC), maior unidade de proteção federal da marinha costeira brasileira. O edital para credenciamento das pessoas físicas ou jurídicas interessadas na prestação do serviço de passeio às piscinas naturais em Ipioca ainda não foi lançado, mas só será autorizado quem tiver autorização para uma das piscinas naturais da região.

Na piscina do Português, poderão circular até cinco catamarãs e até oito lanchas. Na piscina do Tatu, só serão permitidas jangadas, sendo 22 por dia, no máximo. Quem tiver permissão para atuar em Ipioca não terá permissão para explorar passeios em Maceió.

“Os interessados, após cadastro com a prefeitura, deverão solicitar autorização do ICMBIO, que o órgão gestor da APA”, explica Alan Resende, engenheiro ambiental e assessor técnico da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer (Semtel) de Maceió.

Para a secretária de Turismo, Patrícia Mourão, a definição das regras é “mais um passo” para a promoção do Litoral Norte, que já recebe novos empreendimentos hoteleiros e comerciais. Diversos órgãos ambientais concordam com a liberação das visitas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.