Governo de Alagoas vai ampliar flexibilização em julho

Compartihe

Na sexta-feira (25) entrou em vigor o novo decreto do governo de Alagoas, que amplia os horários e dias de funcionamento de diversos setores no Estado, especialmente bares e restaurantes. Segundo o jornalista Edivaldo Júnior, considerando o cenário atual na ocupação de leitos exclusivos para a Covid-19, a tendência é que a flexibilização das medidas de restrição da circulação de pessoas seja ampliada.

A flexibilização das regras saiu após uma intensa cobrança do setor produtivo, mas foi criticada em nota conjunta pelos ministérios públicos do Estado e Federal, que na verdade só sabem criticar mesmo. Na nota os dois destacam que a “mitigação” das medidas de distanciamento social anunciadas em novo decreto acontecem no momento em que o Estado se encontra na fase vermelha e com um percentual elevado de ocupação dos leitos destinados a pacientes de Covid-19.

O secretário de Saúde de Alagoas, Alexandre Ayres, no entanto, diz que a flexibilização foi baseada nos números. A taxa de ocupação de leitos da Covid-19 em todo o Estado é a menor desde o início de junho, e a tendência seria de queda. “A pressão de ocupação diminuiu em vários hospitais. Nesta, a taxa nas UTIs ficou em 77% e esperamos uma melhora significativa a partir de julho”, aponta Ayres.
A taxa de ocupação de leitos clínicos, de acordo com o boletim da Sesau-AL, também está em baixa e ficou em 41% nessa quinta-feira (24). Confirmada a tendência de queda na taxa de ocupação de leitos, o Estado deve voltar a flexibilizar mais as medidas no próximo decreto, que sairá no dia 10 de julho. Para isso, alerta Ayres, é preciso que os alagoanos continuem colaborando.

“Mesmo quem já foi vacinado precisa continuar usando máscaras e mantendo o distanciamento social. Só assim vamos conseguir distensionar a rede de saúde e permitir a flexibilização da circulação de pessoas”, aponta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *