Conceito de pousadas de charme vai completar 16 anos em Alagoas

Compartihe

Claudio Bulgarelli – Sucursal Região Norte

Foi no carnaval do ano de 2000 que surgiu a primeira pousada do que viria a se chamar, apenas 5 anos depois, de pousada de charme. Pois este conceito, que nasceu em Alagoas com a Pousada do Toque, na praia de mesmo nome, em São Miguel dos Milagres, esta completando 16 anos agora no carnaval de 2021. Nasceu timidamente, com características bem próprias, como culinária refinada, horta orgânica, chalés confortáveis, projeto de sustentabilidade e ação social na comunidade local.

Mas a referência de pousadas de charme surgiu em 1992, com a criação da Associação Roteiros de Charme, que reúne, além de hotéis, pousadas e refúgios ecológicos com 73 membros, situados do Norte ao Sul do Brasil, em 16 estados e 64 destinos turísticos. Fundada como entidade privada sem fins lucrativos, seus membros continuam sendo selecionados anualmente pela variedade de suas características e personalidades independentes.

Pioneira neste novo conceito de hospedagem em Alagoas, desde 2005, há 21 anos que Nilo Bulgarelli e Gilda Peixoto “fugiram” da vida na cidade e resolveram investir em um sonho, que se tornou uma agradável e surpreendente realidade para os visitantes. E desde 2005, ano em que foi comemorando o ingresso no seleto time da Associação dos Roteiros de Charme, a Pousada do Toque é um sucesso de ocupação o ano inteiro, e o mais importante: o lugar agrada tanto que quase 80% dos hóspedes retornam.

Não há dúvidas que algumas das demais pousadas da região copiaram alguns conceitos do Toque. Mas não faz mal, pois quem ganha são os hóspedes. Podemos citar a Casa Caiada, na praia de Pratagy, ainda em Maceió; a Pousada do Alto, em Japaratinga; a Beijupirá e Pousada Patacho, em Porto de Pedras; a Riacho dos Milagres e Acayu, em São Miguel dos Milagres e a Casa Paru, na praia do Marceneiro.

Depois o conceito alagoano se estendeu para a famosa Toca da Coruja, na praia de Pipa e a Pousada Mi Secreto, em São Miguel do Gostoso, ambas no Rio Grande do Norte; a Pousada do Zé Maria e para a Teju-açu Eco pousada, em Fernando de Noronha e a Pousada Pitinga, no Arraial da Ajuda, na Bahia. Enfim migrou para o Rio Grande do Sul, com a Pousada do Engenho, na zona rural do município de São Francisco de Paula, que entrou para a associação em 2011.

E em 2014, nove anos depois da entrada da Pousada do Toque, a Associação decidiu comtemplar uma segunda pousada em Alagoas. O destino era Maragogi, município que concentra um dos maiores conjuntos de piscinas naturais do estado. E a Pousada Camurim Grande, localizada em uma pequena península com 300 metros de beira mar, uma charmosa opção de hospedagem que também conta com um rio que passa pelo terreno além de piscina, quiosque de massagem à beira-mar, stand up padle, caiaques e bicicletas, foi à escolhida.

A verdade é que muitos turistas se referem a esses empreendimentos como produtos referidos de forma variada como “luxury”, “thematic hotels”, “wellness”, “boutique hotels” ou ainda que pratiquem uma hotelaria que alia os princípios de qualidade, ética e responsabilidade social. Tudo começou em 1992, mas se espalhou com força pelo Brasil inteiro a partir de 2005, quando o conceito alagoano de pousada de charme surgiu com a Pousada do Toque, em São Miguel dos Milagres.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *