Quatro projetos vão revitalizar o turismo na Barra de Santo Antônio

Compartihe

Claudio Bulgarelli

O município da Barra de Santo Antônio, no Litoral Norte, que reúne um completo conjunto de atrações turísticas, incluindo o rio Santo Antônio, onde poderá ser explorado o turismo ecológico, as praias da Ilha da Croa, onde já existe uma pequena estrutura de empreendimentos hoteleiros e de gastronomia, além da famosa praia do Carro Quebrado, onde está surgindo dois dos maiores complexos turísticos de Alagoas, conta ainda com dois s projetos para revitalizar o turismo: a estrada ligando a Ilha da Croa a Barra de Camaragibe e o projeto de urbanização do Rio Santo Antônio.

Tudo isso foi possível com a vinda do Villas Gales, na Praia de Carro Quebrado. Será um resort all inclusive com 518 quartos, parque aquático, seis restaurantes, spa Satsanga e salão de eventos com capacidade para 1.500 pessoas e oito salas de reuniões. O projeto representa investimento de 150 milhões de reais. Segundo a rede, vai gerar cerca de 400 empregos diretos depois de sua abertura.

Já o Grupo Ritz, em parceria com uma empresa de Goiás, vai lançar em breve o Aldeia das Lontras, também na praia de Carro Quebrado. Prevê a construção de um condo hotel, uma pousada de charme, um beach club e um condomínio de casas, além de uma área, nas proximidades do rio, para criação de um santuário para as lontras selvagens que ainda vivem no local.  

Mas um dos projetos mais audaciosos é a construção da nova rodovia entre a Ilha da Croa, em Barra de Santo Antônio, nos Morros de Camaragibe, até a foz do rio Camaragibe. Uma ponte será erguida para ligar os dois municípios, seguindo a rodovia pela Barra do Camaragibe, no Passo. A antiga Estrada do Coco vai cortar três importantes empreendimentos: o Beach Club Capitão Nikolas, o Villa Gales, o projeto do Grupo Ritz, o Aldeia das Lontras, que reúne um condo hotel, uma pousada de charme, um condomínio de casas e um beach club.

Em outra vertente, mais urbana e coletiva, o Projeto Viva Orla, que passa pela urbanização da orla do Rio Santo Antônio, antigo rio Jirituba, na língua indígena. Um dos maiores defensores desse projeto, o vereador Ronaldo Lessa Campos, que já foi secretário de turismo do município, afirma que o projeto vai contemplar um parque de diversão e recreação, com mesas de jogos, local para a balança de peixe, 3 barcas para venda de coco padronizadas e quiosques para sorveteria, lixeiras em pvc,  bancos de praça em madeira e ampla iluminação.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *