Prefeitura de Maragogi descarta fechar praias, mas impõe medidas mais restritivas ao turismo

Compartihe

Fotos e vídeos que circularam nas redes sociais durante todo o dia desta quinta-feira, 4, de uma multidão de turistas no famoso Caminho de Moisés, uma das mais importantes atrações turísticas de Maragogi, acabaram gerando uma onda comentários, sobretudo, diante da quantidade de pessoas ao longo do passeio, gerando uma grande aglomeração. No entanto, a prefeitura de Maragogi descartou qualquer possibilidade de fechamento de praias neste momento, bem como de toque de recolher. Por outro lado, o prefeito Sérgio Lira, em novo decreto que será publicado nesta sexta-feira, 5, vai impor algumas restrições para o setor turístico.

Ele afirmou que entrou em acordo com o trade turístico e informou que resorts, hotéis e pousadas vão funcionar somente com 75% da capacidade. Mas alberques e hostels estarão fechados no período de 5 a 24 de março. Já do dia 20 a 25 de março estarão suspensos os passeios aquaviários, aqueles para as piscinas naturais e as galés, mas conta da maré. No mesmo período estarão suspensos os passeios de orla, esses sim por conta de aglomerações. Além disso, as atividades informais nas praias também estarão suspensas nesse período, inclusive excursionistas.

O gestor afirmou também que o comércio no município vai continuar funcionando da forma atual até o dia 20 de março. Ou seja, bares e restaurantes poderão funcionar até às 20h, sem música ao vivo. Já a feira livre na cidade ficará restrita apenas aos dias de sábado e até às 15h.

Pelo novo decreto, com validade até 24 de março, as academias e o transporte municipal vão funcionar com 50% da capacidade. Salões de beleza e barbearia somente com agendamento. E templos religiosos também vão funcionar com 50% da capacidade e no máximo duas vezes por semana. Já em relação ao retorno das aulas, ele afirmou que o retorno híbrido das aulas presenciais foi remarcado do dia 8 para o dia 25 de março.

O prefeito resolveu adotar medidas mais restritivas devido ao aumento de casos de coronavírus no município. Com a base nas informações da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), Maragogi apresentou uma alta de 13,6% somente na última semana de fevereiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *