Festas de fim de ano canceladas em Alagoas

Compartihe

As festas de reveillon realizadas em Alagoas, famosas por atrair turistas de todo o Brasil, estão canceladas. O anúncio foi feito pelo secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, no início da tarde desta quinta-feira (03). Ele falou à imprensa depois de reunir empresários do segmento para apresentar as limitações necessárias à realização, visto o risco de uma nova onda da Covid-19 no estado, causada pelas aglomerações comuns nesses eventos.

Quase que imediatamente, a tradicional festa celebrada na virada de ano, o Réveillon Celebration, que acontece em Maceió há cerca de 17 anos, não acontecerá. O evento ainda não havia ficado um ano sem acontecer na capital alagoana desde a sua estreia, em 2003.

Diante do aumento de casos em nossa cidade, por respeito à ciência e à saúde de cada um de vocês e em obediência às normas estabelecidas pelo Governo de Alagoas, o Réveillon Celebration decidiu adiar esse nosso encontro para 2022 — declara trecho da nota divulgada à imprensa. A empresa declarou ainda que as pessoas que desejam o ressarcimento, poderão fazê-lo, exclusivamente através do e-mail: atendimento@reveilloncelebration.com.br, e anexar o termo de ressarcimento do valor pago.

Já em nota oficial divulgada na conta @reveillondosmilagres no Instagram, uma das festas de fim de ano mais famosas do Brasil, o Réveillon dos Milagres, na praia do Marceneiro, na Rota Ecológica, também decidiu pelo cancelamento da edição 2021, que teria um formato limitado. Em carta aberta aos Believers, a produtora Tamo Junto, responsável pela organização do evento, afirmou: “Pela primeira vez, nos unir significa nos afastar! Sempre acreditamos na força do “estar junto” e isso vai além de estar junto fisicamente. Para nós, significa o poder do coletivo, da empatia, do amor pelo próximo e do amor por Milagres”.
A carta continua afirmando: “Nossas atitudes mostram o quão conectadas estão nossas decisões, e o impacto delas na comunidade local. O distanciamento social é uma necessidade que precisa ser respeitada por todos para que o quanto antes possamos dançar descalços debaixo dos coqueirais. Diante de tudo, nós do Grupo Tamo Junto e Fishfire decidimos por não realizar nosso tradicional Réveillon dos Milagres 21. Terminaremos o ano da maneira como começamos. Preservando Milagres! Afinal, é sobre Estar Juntos”.