Encerramento de campanha política marca equilíbrio na maioria das cidades do Litoral Norte

Compartihe

Dizem que campanha política no interior se ganha no dia. Verdade é, que dependendo do que os candidatos fizeram nos últimos dois meses, o eleitor vai realmente manter seu voto até o momento da urna. A pandemia derrubou muitos mitos políticos e criou novos conceitos como adesivaços, carreatas e caminhadas de muitos quilômetros. Mas o momento mais intimista entre candidato e eleitor foi às visitas de porta a porta, que na Região Norte deu a tônica dessa campanha para as eleições municipais.

Na Região Norte três municípios; Passo de Camaragibe, São Miguel dos Milagres e Porto Calvo, apresentaram ponto fora da curva com problemas envolvendo candidatos. Mas grandes denúncias ou brigas acirradas em comícios ou caminhadas, motivados, sobretudo, porque o eleitor ficou cansado de guerras e picuinhas políticas, quase não existiram.

Em linhas gerais, pode-se notar algum favoritismo em Paripueira, onde Abrahão Moura, no poder praticamente há 12 anos, manteve um forte reduto eleitoral e segundo pesquisas deve sair vencedor; no Passo de Camaragibe, com Ellisson Santos trazendo todo o carisma político da ex-prefeita Vânia Câmara, onde também é apontado como possível futuro prefeito; em São Miguel dos Milagres, onde Bureco Ataíde, candidato a reeleição, assumiu ligeira vantagem em relação à Jadson Lessa; em Porto de Pedras, onde Henrique Vilela parece imbatível, em Maragogi, onde Sérgio Lira goza da aprovação de mais de 80 por cento dos eleitores e em Porto Calvo, onde David Pedrosa mantém a dianteira, segundo pesquisas, a situação nos outros municípios é bastante equilibrada.

Na Barra de Santo Antônio o duelo é entre a prefeita Emanuella Moura, esposa de Abrahão Moura e Lívia Carla, na verdade sua vice nesse primeiro mandato. Uma pesquisa que vem circulando no município mostra que Emanuella vence tranquilamente outros candidatos, mas quando a disputa é com sua vice Livia Carla, o levantamento mostra um cenário de empate.

Em São Luiz do Quitunde a atual prefeita Fernanda Cavalcante, irmã da deputada Flávia Cavalcante, enfrenta também uma forte oposição do também ex-prefeito Júnior Pedro. Recentemente o candidato fez uma denúncia contra a prefeita com a reforma e ampliação da escola municipal José Melo Gonçalves, que virou caso do Ministério Público Federal por desvios de recursos.