Presidente Bolsonaro virá a Alagoas na quinta, dia 5

Compartihe

Jair Bolsonaro confirmou visita a Alagoas, pela primeira vez, como presidente da república. A previsão é de uma agenda no distrito do Piau, em Piranhas, no próximo dia 5. Está prevista a inauguração de uma adutora ligando o canal do sertão à localidade. O presidente desembarcará no aeroporto de Paulo Afonso, na Bahia e segue de carro para Piranhas. Será a primeira visita do presidente ao Estado de Alagoas e a programação inclui um sobrevoo ao cânion do Xingó.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, esteve em julho em Alagoas, verificando o andamento das obras e garantindo R$ 36 milhões para a sua continuidade, em especial para o Trecho IV. A visita também foi considerada uma preparação da agenda de Jair Bolsonaro em Piranhas. A obra é considerada fundamental para atender a uma demanda hídrica da região, que há décadas sofre com a estiagem.

A obra era aguardada há mais de 20 anos. O investimento foi com emendas do deputado federal Arthur Lira (PP-AL). A vinda de Jair Bolsonaro a Alagoas faltando apenas dez dias para a eleição tende a fortalecer candidatos ligados ao deputado federal Arthur Lira (PP-AL), especialmente no sertão, onde o “líder do centrão”, considerado o mais influente parlamentar hoje no governo de Bolsonaro, apoia candidatos a prefeito em praticamente todos os municípios, grande parte em “dobradinha” com o deputado estadual Paulo Dantas, do MDB.

O “reforço” de última hora pode ajudar no desempenho de candidatos ligados a Arthur Lira e Paulo Dantas na região e que estão em campanhas acirradas no momento. É o caso da prefeita de Piranhas, Maristela Sena Dias (PP) ou do candidato do Progressistas em Olho d’Água das Flores, Zé Luiz dos Anjos. Com boas chances de vitória, os dois estão em disputas consideradas “duras” e qualquer ajuda faz diferença. A passagem de Arthur Lira pela região ao lado de Bolsonaro pode chegar aos eleitores como a “mensagem” de que os candidatos ligados ao líder do PP na Câmara dos Deputados terão as “portas abertas em Brasília”, o que costuma fazer diferença na eleição de qualquer cidade de Alagoas.