Aliados de Bolsonaro e PSL lançam chapa com 38 vereadores 100% de direita e vice-prefeito Emmanuel Fortes de Davi Filho

Compartihe

Em convenção realizada no último dia 12 setembro, o PSL Maceió sob a liderança do único candidato a senador nas eleições passadas com apoio de Bolsonaro em Alagoas, o Policial Federal Flávio Moreno, decidiu aprovar 38 nomes de candidatos a vereadores de direita bolsonaristas e a indicação do vice-prefeito, o conceituado médico Emmanuel Fortes em apoio ao candidato a prefeito Davi Davino Filho (PP).

É a única chapa completa com 38 vereadores em Maceió 100% de direita e em apoio ao Governo Bolsonaro, fruto de um trabalho coletivo iniciado em 2018, nas eleições presidenciais. Moreno foi escolhido candidato a vereador, juntamente com 37 candidatos. A chapa têm condições de eleger 3 vereadores, fazendo a direita enfim ter representantes na Câmara Municipal de Maceió.

Esses são os 3 principais concorrentes em Maceió: PSB do socialista JHC, com PDT e PSDB que fazem oposição ao governo federal e vão apoiar Ciro Gomes em 2022 ou Doria;  Gaspar do MDB de Renan Calheiros que é aliado histórico e fará palanque para Lula em 2022 e Davi Davino Filho, com forte atuação social e com apoio dos partidos e base (175 Deputados Federais) que apoiam o Governo e presidente Bolsonaro, inclusive para 2022.

O PSL de Maceió em convenção definiu o vice, o médico Dr. Emmanuel Fortes e ainda uma chapa com 38 candidatos 100% de direita, conservadores e alinhados ao Governo Bolsonaro. Para colocar a direita na câmara municipal. O nome de Flávio Moreno foi consagrado na convenção como candidato a vereador de Maceió.

O PSL vem com 38 candidatos a vereadores 100% de direita bolsonaristas e com vice-prefeito, além de ter apresentado uma pauta de projetos para desenvolvimento de Maceió, que incluem as escolas cívico militares, o VLT de Maceió, Ciclovias, recuperação da praia da Avenida, fim das línguas negras, um projeto de desenvolvimento para Maceió, trazendo indústrias limpas, resorts, empregos e renda, além de segurança pública. É uma aliança programática e de apoio maior ao legado do Governo Bolsonaro que já atendeu 12 pautas solicitadas pelo PSL Alagoas, sob a presidência de Flávio Moreno.