Rede de Hotéis Ritz Maceió coloca quartos a disposição de médicos que atuam no combate ao coronavírus

Compartihe

Ter para onde voltar mantendo a si e a família em segurança após um longo dia de combate ao coronavírus, e sem ter de pagar, são realmente ótimas notícias. Foi pensando dessa forma, para ajudar aos profissionais de saúde de Maceió, que estão na linha de frente dos cuidados a infectados pela doença, que a Rede de Hotéis Ritz Maceió, disponibilizou 20 por cento dos apartamentos de seus quatro hotéis para médicos e outros profissionais. O anúncio foi comunicado ao sistema de saúde público, sem alarde, que os apartamentos já estão à disposição.

O empresário Márcio Coelho, um dos mais atuantes hoteleiros de Alagoas, que com a família controla quatro hotéis em Maceió, além de um em Minas Gerais e outro no Rio de Janeiro, sempre se destacou por suas atitudes de solidariedade. Dessa forma reconhece, que no momento mais crítico que a humanidade está passando, com pessoas vivendo o horror de uma doença invisível e sem cura ainda, cada um deve tentar, se puder, ajudar de alguma forma.

E foi a partir do anúncio feito pela rede de hotéis Ritz Maceió e Ritz Incorporações, disponibilizando 20 por cento dos apartamentos para médicos, que a ação foi destacada pela vereadora Ana Hora durante a primeira sessão virtual da câmara de Vereadores. Ela afirmou que a solidariedade “é do que mais precisamos neste momento de grande dificuldade pelo qual passamos. E a rede de hotéis Ritz faz sua parte, garantindo apartamentos para os médicos que estão na linha de frente do combate ao Covid-19”.

No Brasil outras ações desse tipo já estão acontecendo. A B&B Hotels Brasil também abraçou a iniciativa e colocou as suas unidades em São Paulo, São José dos Campos, Uberlândia e Rio de Janeiro à disposição para diálogo com os órgãos de saúde sobre o uso de suas estruturas como apoio ao sistema de saúde.

Na cidade do Porto, em Portugal, vários hotéis e alojamentos foram disponibilizados para abrigar os profissionais de saúde e garantir que as deslocações sejam encurtadas e assim haja uma redução nos riscos de contágio do novo coronavírus. Segundo comunicado emitido pela Câmara do Porto, que coordena a ação junto às diferentes administrações hospitalares interessadas, já são mais de 180 quartos oferecidos para médicos, enfermeiros e outros funcionários em centros de saúde ou hospitais.

Outro exemplo da participação do setor hoteleiro frente ao avanço do coronavírus é a B&B Hotels Espanha e B&B Hotels Portugal. A rede disponibilizou dois hotéis, com 284 quartos, para a equipe de saúde de Madri, na Espanha. Os quartos foram oferecidos para os profissionais que enfrentam a situação de crise causada pelo COVID-19, como agentes que residem com pessoas que estão no grupo de alto risco, trabalhadores deslocados de outras comunidades, aqueles que, devido às características dos turnos de trabalho, exigem proximidade com os hospitais e, ainda, aqueles cujo domicílio está distante do centro hospitalar e prolonga a jornada do local de trabalho para casa.